Entende-se por alimentação saudável o direito humano a um padrão alimentar adequado às necessidades biológicas e sociais dos indivíduos, respeitando os princípios da variedade, da moderação e do equilíbrio, dando-se ênfase aos alimentos regionais e o respeito ao seu significado socioeconômico e cultural, no contexto da Segurança Alimentar e Nutricional segundo a Organização Mundial da Saúde (2004).

Estudos descrevem que muitas das doenças apresentadas são motivadas pelos hábitos de vida, incluindo os alimentares, que correspondem a grande parcela das doenças existentes, agravadas pelo sedentarismo ou inatividade física e vida social irregular.

O equilíbrio nutricional do organismo exerce papel importante na prevenção e na redução dos riscos de Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) e a prevenção de doenças futuras e qualidade de vida são premissas para o desenvolvimento humano no âmbito da saúde, especialmente quando se observa a progressão da longevidade. A Organização Mundial de Saúde (OMS) indica um conjunto de fatores de risco responsável pelo aumento das DCNT: diabetes mellitus, obesidade, hipertensão arterial, dislipidemias, câncer e outros coadjuvantes, como: tabagismo, consumo de álcool e excesso de gorduras saturadas, aliadas ao baixo consumo de frutas e vegetais, sedentarismo e estresse.

Neste contexto é preciso ressaltar que a Prescrição Dietética é atividade privativa do nutricionista na adequação da alimentação dos indivíduos para a prevenção e tratamento de doenças, sendo um profissional da área da saúde habilitado, conforme a Lei nº 8.234/91 e RES CFN n° 304/2003 do Conselho Federal de Nutricionistas. O Nutricionista em Clínica é definido como responsável por atividades de alimentação e nutrição realizadas nos hospitais e clínicas, nas instituições de longa permanência para idosos, nos ambulatórios e consultórios, nos bancos de leite humano, nos lactários, nas centrais de terapia nutricional, nos “Spas” e quando em atendimento domiciliar.

Diante de tal cenário, a Pós-graduação em Nutrição Clínica e Funcional do IBMR foi concebida e atenderá aos profissionais Nutricionistas que anseiam por uma consolidação e capacitação dos estudos clínicos nutricionais e funcionais, dentro de um contexto científico calcado em pesquisas, experiências tecnológicas e aquisição de conhecimentos sobre a realidade e a cultura da alimentação brasileira.